Primeiro Emprego: descubra como vencer desafios e assegurar sua vaga
11 de maio de 2014
Geração Y: por que o empregador deve apostar no jovem profissional em 2017
23 de janeiro de 2017

Veja como ser certeiro durante a entrevista de emprego

Temida pela maioria dos candidatos, a entrevista de emprego pode ser o diferencial na hora de ser contratado

O que de fato é necessário para se dar bem em uma entrevista de emprego? Como conduzir (ao seu favor) o olhar e as questões do recrutador e, ao final, ser aprovado em uma seleção desejada?

Para o coaching e headhunter Márcio Lopes, há pontos decisivos durante a entrevista que devem ser observados e priorizados. “Durante a entrevista a pessoa tem que demonstrar muito mais vontade, interesse, energia vital e disposição do que capacidade técnica. Não é uma conversa de um único lado, é preciso interagir, responder além do “sim e não” e demonstrar desenvoltura”, orienta o especialista.

Veja algumas dicas essenciais para quem ainda tem dúvidas de como se comportar durante o momento de ficar cara a cara com o recrutador:

Postura e linguagem
Para Lopes, ficar à vontade pode transmitir ao entrevistador tranquilidade e segurança, mas não é interessante se descuidar da linguagem e postura.

O coaching sinaliza que ensaiar o “texto” que será dito durante a entrevista pode trazer tranquilidade, mas é preciso não se descuidar. “É sempre importante olhar no olho do entrevistador, falar a verdade. A entrevista é uma conversa, mas não um papo num bar. É preciso, sim, ter uma formalidade e cuidado com gírias”, afirma. Outro aspecto que vale ser acrescentado é saber o seu momento de fala e usar ele com cuidado, sem transparecer ansiedade ou nervosismo.
Outra dica valiosa é descobrir como as pessoas da empresa costumam se vestir para que não chegue destoado da etiqueta do ambiente.

Qual é a empresa?
Dica comum às pessoas que buscam o emprego, seja ele o primeiro ou não, a pesquisa pode te livrar de “roubadas” durante o encontro presencial com um representante da companhia pretendida.

Dessa forma, pesquisar, minuciosamente, sobre a empresa, rotina, políticas, valores e cargos, evitará que você caia em pequenos tropeços e “saias justas” quando estiver em uma conversa pessoal.

Ao chegar para a entrevista munido de informações mais profundas e atualizadas, você pode ficar a alguns “metros” de distância dos seus concorrentes e ser visto com mais respeito pelo seu avaliador.

Estimule suas relações
Para Lopes, o candidato que sabe aproveitar de modo contínuo a comunicação entre os grupos que se relaciona, terá um diferencial durante a entrevista de emprego.

“A pessoa pode usar situações vivenciadas de trabalho, em grupos de faculdade ou da igreja para desenvolver bem a habilidade de se comunicar. Por isso, é importante que o jovem participe de diretórios acadêmicos ou ainda de trabalhos voluntários, para que essa capacidade seja desenvolvida. Se for uma coisa muito específica, é importante que ele tenha vivenciado e conseguido demonstrar a vivência prática dele ao examinador”, relata.

Esse é o momento de usar a memória das boas experiências de comunicação ao seu favor, seja para demonstrar uma oratória eficiente, seja para relatar ao seu recrutador que você se relaciona de forma eficaz.

Evite perguntas esquisitas
O momento da entrevista também vai te dar oportunidade de conhecer melhor ainda a empresa desejada, para além do que você já pesquisou e já ouviu falar.

Aproveite o espaço concedido para fazer perguntas (inteligentes), mas cuidado para não desperdiçar a chance com questionamentos bobos ou absurdos.

Se por acaso você se deparar com um recrutador simpático, evite confundir gentileza com intimidade. Não seja inconveniente, sem noção e desrespeitoso com questões de foro íntimo, desnecessárias ou que não lhe dizem respeito mesmo. Mantenha o bom senso e use o espaço para dúvidas ou colocações pertinentes.

“Por que você quer trabalhar aqui?”
Esta é uma das questões mais esperadas, no entanto, pode virar o momento mais desconcertante da sua entrevista, se você não souber aproveitá-lo.
É claro que não existe uma resposta padrão para essa questão, mas se você estiver preparado, tranquilo e seguro, a sua resposta vai se tornar a mais convincente.
Ao responder, reúna informações sinceras a respeito do seu conhecimento sobre a empresa, as dinâmicas de funcionamento dela, além de como se dá o “encaixe” entre suas competências e o que a companhia oferece.

Com esse roteiro bem estudado e detalhado, encarar a entrevista de emprego torna-se uma tarefa mais fácil, já que o desempenho vai depender mais do seu comportamento do que as atitudes apresentadas pelo seu recrutador.

Quando essas informações estão assimiladas e detalhadas com calma, a apreensão fica de lado e você vai encarar a entrevista de emprego com muita leveza e confiança. Entender, rapidamente, o que o recrutador espera de você durante a conversa é um diferencial para alcançar a fase seguinte do processo seletivo e, futuramente, a contratação.